red blog

23.JAN.2018

O Facebook vai mudar e sua empresa precisa estar preparada

 O Facebook vai mudar e sua empresa precisa estar preparada

Desde que foi fundado, em fevereiro de 2004, até hoje, o Facebook passou por muitas mudanças. Entre navegabilidade e design da página, tornando-a mais simples e próxima do usuário, até a possibilidade de trazer seu negócio para o mundo digital, a rede social só cresceu e chegou a 2018 com mais de dois bilhões de usuários, e uma notícia que abalou pincipalmente as marcas que trabalham na página: o Facebook passará a mostrar mais conteúdos de amigos e familiares, voltando à sua origem, que preza por relacionamento entre pessoas.

Mas o que isso quer dizer na prática?

Basicamente que os conteúdos públicos existentes na página - publicações de empresas, marcas e meios de comunicação – perderão espaço para posts de pessoas próximas, como amigos e familiares. De acordo com o CEO e fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a mudança precisa acontecer porquê a ferramenta foi criada para ajudar as pessoas a ficarem mais próximas e isso é o que realmente importa.

Os primeiros ruídos da mudança começaram ainda no ano passado, quando foram feitos testes nas páginas de alguns países, priorizando posts de amigos e criando uma espécie de nova página para posts públicos. De acordo com Adam Mosseri, chefe de alimentação de notícias do Facebook, o objetivo dos testes era entender se as pessoas preferem ter lugares separados para conteúdo pessoal e público e assim, melhorar a experiência do usuário.

Resultado deste teste ou não, o fato é que a atualização será focada em envolvimento. Hoje, uma página pública tem como grande arma o seu engajamento. Quanto mais engaja, mais aparece no News Feed, e isso será ainda mais forte. A prioridade será de posts que provoquem conversas e interações significativas, mas a grande diferença está no fato dessas publicações serem principalmente de amigos e familiares, por entender que são de maior interesse e envolvimento dos usuários.

Para os conteúdos públicos, a medida que as atualizações forem acontecendo, o tráfego irá diminuir. Para evitar que os números de alcance sejam ainda menores, é essencial gerar impacto e cuidar com o conteúdo, buscando o maior número de interações possíveis. É importante lembrar que, ao contrário dos testes, as novas atualizações não terão um espaço destinados apenas para os conteúdos públicos, eles ainda aparecerão no News Feed, mas em menor quantidade.

Os conteúdos informativos também sofrerão alterações com as atualizações do Facebook. Na busca por garantir a veracidade das informações disseminadas na página, as fontes consideradas de confiança ganharam maior espaço no News Feed. Esta classificação será feita pelos próprios usuários ao consumirem conteúdos, favorecendo aquelas que têm maior número de seguidores e produzem maior conteúdo considerado confiável.

De acordo com Zuckerberg, as atualizações referentes aos conteúdos informativos e as interações ajudarão a tornar o tempo destinado ao Facebook como bem gasto, fortalecendo as relações e envolvendo conversas ativas em vez de consumo passivo.

 Como continuar aparecendo mesmo com tantas mudanças?

Este vai ser o grande desafio das marcas e dos produtores de conteúdo em meio a nova realidade, mas Zuckerberg já deixou algumas dicas nas entrelinhas. Priorizar sempre o engajamento é a lei. Mas, precisamos lembrar que este engajamento precisa acontecer a partir de conteúdos de qualidade, e atingir o maior número de pessoas próximas possíveis. Vídeos continuarão uma excelente forma de atingir as pessoas, e os “ao vivo” terão destaque especial. Por engajarem instantaneamente e terem um grande poder de iniciar discussões, eles terão ainda mais relevância após as atualizações do Facebook.

Quanto aos conteúdos noticiosos, é preciso ter o máximo de confiabilidade e seguidores. Não basta produzir conteúdo relevante apenas para o seu público fiel, é preciso conquistar um público maior a cada dia, isso fará com que a página seja classificada como confiável por todos e não apenas por seu consumidor.

O ano de 2018 começou agitado para quem, de alguma forma, utiliza as redes sociais para disseminar sua marca. É preciso estar atento e buscando melhorar seus conteúdos a cada dia. Se você está meio sem tempo para isso, entre em contato com a Red, nós podemos te ajudar!

 

Veja também